sábado, 13 de março de 2010

Actividade: texto instrucional

Nuno Almeida

Partilho convosco mais uma actividade. Desta vez tratava-se de trabalhar o texto instrucional. Num primeiro momento, começámos por compreender um conjunto de instruções; depois, experimentámos seguir essas mesmas instruções; por último, decidimos produzir um texto instrucional.

Para começar, consultámos as “Instruções para instalar o dicionário de Tétum”, uma das secções do “Guia de Estilo da RDTL”, um documento ainda não oficializado que irá regular a produção escrita em toda a Administração Pública em Timor-Leste. Se descarregarem este documento (abaixo), verificarão que o texto é fértil no uso de Imperativo. Neste primeiro momento, tentámos interpretar o texto e identificar particularmente as palavras que tinham a função de exigir algum tipo de acção por parte do leitor. Não foi muito difícil. É claro que aproveitámos para as registar no quadro e verificar as diferentes terminações, de onde se partiu para a explicitação da regra e verificação das irregularidades.

Depois, porque temos um PC na sala (sim, somos privilegiados), experimentámos a instalação do referido Dicionário Electrónico de Tétum, seguindo o texto passo a passo. Para tal, usámos um projector, para que todos fossem acompanhando a evolução da actividade, e, enquanto um dos elementos da turma ia lendo as instruções, outro ia fazendo o que era pedido. Convém dizer que houve algumas dúvidas neste momento prático, que foram sendo resolvidas em grande grupo. Devo referir, contudo, que não foi necessária a intervenção do professor. Já agora, se quiserem o dicionário electrónico de tétum para disponibilizar aos formandos, mandem-nos um mail.

Num último momento, foi pedido aos aprendentes (em trabalho de pares) que produzissem um texto instrucional. As instruções deveriam ter alguma utilidade prática para os cidadãos timorenses. Para dar uma ideia dos resultados, surgiram textos como: instruções para a obtenção do passaporte, para tirar a carta de condução, para importar um veículo, para abrir uma conta no Gmail... Foi então pedido a um dos autores que lesse o seu texto aos colegas.

Seleccionei um dos textos produzidos para divulgar aqui. Gostei particularmente deste, pois não apresenta desvios de maior e conseguiu usar na perfeição algumas instruções com pronome reflexo, tal como no modelo (“lembre-se”, “certifique-se”). O que ouvimos é a leitura do texto, ainda sem qualquer correcção.

video




Bookmark and Share

Sem comentários: